Arrival

Tuesday, 7 February 2017




If you could see your whole life from start to finish, would you change things?
Louise Banks, Arrival

PT
Sim, podemos passar praticamente todo o filme Arrival a imaginar a possibilidade da chegada à terra de vida extraterrestre, a avaliar qual seria o propósito e o resultado de um contacto, a admirar a importância da linguagem, as falhas que existem no modo como comunicamos e as suas terríveis consequências, a admitir que juntos somos mais fortes e que a visão global do mundo está mais do que nunca a precisar de uma revisão, a apreciar a imagem impecável, o admirável trabalho dos actores e a beleza da banda sonora... mas o que ficou, para mim, mais gravado na memória foram os últimos 10 minutos: aqueles em que percebemos que a vida vale a pena ser vivida se no momento em que olharmos para trás soubermos que não teríamos feito nada diferente - e o melhor é começar já e não deixar que as amarras do tempo (passado, presente, futuro) nos prendam.

EN
Yes, we can spend practically the entire film Arrival imagining the possibility of extraterrestrial life coming to earth, assessing the purpose and outcome of a contact, admiring the importance of language, the flaws that exist in the way we communicate and its terrible consequences, admitting that together we're stronger and that the global vision of the world is more than ever in need of a review, appreciating the flawless image, admirable performance of the actors and the beautiful soundtrack... but what lingers stronger in the memory, for me, are the last 10 minutes: those in which we realize that life is worth living if by the time we look back we know that we wouldn't have done anything different - and the best is to start now, not letting the chains of time (past, present, future) bind us.

2 comments:

  1. Gostei tanto do filme também e dessa incontornável verdade!

    ReplyDelete
    Replies
    1. É mesmo Marta! Obrigada pela visita :)**

      Delete

Ana Pina | blog All rights reserved
© Blog Milk
Powered by Blogger

^