animalescos // Gonçalo M. Tavares

Wednesday, 25 May 2016



(...) eis pois as duas funções do solo: não deixar  cair e permitir que sobre ele algo cresça, e assim os homens e também os animais nas suas diferentes fases: no início exigimos ao solo que seja a plataforma onde pousamos os pés para crescer, mas depois crescemos e, em pouco tempo, já queremos fugir e não subir e depois já só queremos não cair, exigimos ao solo que não nos deixe cair, que pelo menos isso, que por favor isso, que rezo ao deus que quiserem para isso, que o solo não te deixe cair e já é bom, porque ao ar não te podes agarrar mesmo quando nesse ar está meio escondido um gesto de cruz que foi feito para abençoar, mas falhou

Gonçalo M. Tavares, animalescos, p 103

PT
Humanidade, animal, deus, cidade, doença, loucura... animalescos são exercícios mentais, passeios literários (ou corridas desenfreadas), brincadeiras sérias com sentidos e palavras, um livro pouco convencional para quem gosta de ser desafiado. Como a pintura de Bacon na capa, este livro assume várias formas e pode deixar quem lê louco, lúcido.

EN
Humanity, animal, god, city, disease, madness... animalescos are mental exercises, literary tours (or fast races), serious play with words and senses, an unconventional book for those who like to be challenged. Like Bacon painting on the cover, this book takes many forms and can leave those who read it crazy, lucid.

2 comments:

  1. Esse livro despertou-me a curiosidade ;)
    Ah, e a foto, linda!
    Um beijinho*

    ReplyDelete
    Replies
    1. O livro é meio louco, mas eu adoro a escrita de Gonçalo M. Tavares!
      Se nunca leste não percas o "Jerusalém" :)
      Beijinho

      Delete

Ana Pina | blog

All rights reserved | Powered by Blogger

^