Guimarães

Tuesday, 19 June 2012

Guimarães (003)
Guimarães (012)
Guimarães (013)Guimarães (016)
Guimarães (020)
Guimarães (022)
Guimarães (023)
Guimarães (025)Guimarães (026)
Guimarães (028)Guimarães (029)
Guimarães (030)
Guimarães (033)
Guimarães (036)
Guimarães (037)
Guimarães (039)
Guimarães (042)

Este ano, o dia de aniversário coincidiu com um Domingo.
Apesar da incerteza do tempo, dividido entre sol e chuva, sempre era um bom pretexto para fazer com que os festejos se prolongassem por mais do que um jantar ou um almoço.
Rumamos até à Capital Europeia da Cultura em pleno dia da 400ª procissão da Ronda da Lapinha, até ao chamado berço de Portugal em dia de jogo de apuramento da selecção nacional.

Já conheço bem o centro histórico de Guimarães e é difícil cansar-me de rever aquelas praças, ruas e fachadas. Desta vez, sem o sabermos, esperava-nos um centro cheio de gente pronta a acolher a procissão de bombos, tambores, metais e santas da Ronda da Lapinha. Num ano em que Guimarães recebe a cultura contemporânea das mais variadas formas, foi um prazer ver a tradição descer também à cidade, lembrando-nos que a cultura é feita de todas estas camadas temporais, sociais e artísticas.

De Nossa Senhora da Oliveira, a enchente seguiu para o Toural e nós lá andamos, a contrariar a maré para (re)descobrir os recantos que fazem desta cidade tão encantadora. As decorações típicas das festas aos santos populares, as lojas alternativas do centro, as esplanadas cheias de gente, as barracas de doces tradicionais e a Penha em cenário de fundo, gradualmente vestindo-se de nevoeiro.

Ao fim da tarde ainda tivemos tempo de visitar o novo espaço da Fábrica Asa - uma antiga fábrica de lençóis que renasce recuperada sob a forma de condomínio empresarial e plataforma criativa - ainda pouco ocupada, mas com muito potencial à vista. Neste momento serve de ponto de partida para muitas exposições e eventos integrados na Capital Europeia da Cultura.

E vocês, já fizeram uma visita a Guimarães neste ano especial?
Mais fotos aqui.


This year, my birthday coincided with a Sunday.
Despite the uncertainty of the weather, divided between sun and rain, this was a good excuse to make celebrations last more than a dinner or lunch.
We headed to the European Capital of Culture in the day of the 400th Ronda da Lapinha religious procession, to the so-called birthplace of Portugal on the day of a clearance game of the national team on European Football Championship.

I already know well the historical center of Guimarães and it's hard to get tired of those squares, streets and facades. This time, without us knowing it, it was expecting us a center full of people, music and saints for Ronda da Lapinha. In a year when Guimarães receives the contemporary culture in a variety of forms, it was a pleasure to see the tradition around town, reminding us that culture is made of all these temporal, social and artistic layers.

From Nossa Senhora da Oliveira the flood headed to Toural and we walked around there, against the tide, (re)discovering the places that make this city so charming. The holiday decorations typical of the folk saints, the alternative shops downtown, the terraces filled with people, the tents with traditional sweets, Penha in the background, gradually dressed by fog.

In the afternoon we still had time to visit the new space of Fábrica Asa - a former sheets factory now recovered to a business condominium and creative platform - still little occupied, but with great potential in sight. Right now serves as a starting point for many exhibitions and events included in the European Capital of Culture.

And you, have you already made a visit to Guimarães this special year?
More photos here.

0 comments:

Post a Comment

Ana Pina | blog All rights reserved
© Blog Milk
Powered by Blogger

^