travel + Tenerife

Tuesday, 31 August 2010

Tenerife 08'10 (022)
Tenerife 08'10 (024)
Tenerife 08'10 (031)
Tenerife 08'10 (042)
Tenerife 08'10 (111)
Tenerife 08'10 (109)
Tenerife 08'10 (094)Tenerife 08'10 (139)
Tenerife 08'10 (126)

1. Playa Jardin 2. Garachico 3. Los Gigantes
4. Auditório de Tenerife, Santa Cruz, arq. Santiago Calatrava
5. Parque Nacional del Teide 6. Teleférico del Teide
7. Las Teresitas 8. La Orotava

Andei desligada da net durante as passadas 2 semanas. Abandonei o blog e o facebook, consultei o e-mail só para assuntos importantes... numa palavra: férias.

Para a semana de férias de Verão deste ano soube bem escolher um destino mais calmo, onde o sol, a praia e a natureza são os pontos fortes: Tenerife, a maior das Ilhas Canárias.
Ficamos em Puerto de la Cruz, em tempos a principal estância turística, agora uma cidade simpática que cruza turismo com um certo ambiente pitoresco. Aí passeamos pela Plaza del Charco, pelo porto pesqueiro, pelos Lagos Martiánez e pelas areias negras da Playa Jardin.

Alugamos um carro e percorremos estradas aos ziguezagues para visitar algumas pequenas povoações como Garachico e as estâncias turísticas mais concorridas como Los Gigantes, Las Américas e Los Cristianos.
Perdemo-nos também pela capital Santa Cruz de Tenerife, onde tive a oportunidade de admirar obras de Calatrava e Herzog & De Meuron. Daí seguimos para localidades como La Laguna ou La Orotava, onde a construção de varandas tipicamente espanholas atinge o seu auge na bela Casa de los Balcones.

Embora me agrade a naturalidade das areias negras características das praias localizadas em ilhas de origem vulcânica, não quisemos também deixar de visitar a paradisíaca praia de Las Teresitas, criada artificialmente a partir de areia vinda do deserto do Sahara. Já na costa sul, os ventos de La Tejita e El Médano deram-nos a oportunidade de experimentar a água mais quente e com mais ondulação da ilha com praticantes de windsurf a servir de pano de fundo.

Mas o ponto mais alto da viagem viria, literalmente, com a visita ao Parque Nacional del Teide. Declarado pela Unesco como Património Mundial, o vulcão Pico Viejo é o ponto mais alto de Espanha e das ilhas do Atlântico, atingindo no topo 3718m de altitude. Nós não subimos tão alto, mas o Teleférico ajudou-nos a atingir os 3550m - o ponto mais alto a que alguma vez subi.
Embora admita não ser grande fã de caminhadas (o conceito agrada-me, mas o cansaço e a preguiça vencem-me sempre...) aconselho a visita: é um lugar natural de características atmosféricas e geográficas únicas. Visível a partir de toda a ilha e com vistas para as outras ilhas canárias que rodeiam Tenerife revela-se particularmente especial para quem gosta de perder-se entre a natureza durante horas.

Foram dias de sol e calor, acompanhados pela variada gastronomia espanhola, sem horários a cumprir e sem tarefas a realizar... o que tornou muito difícil o regresso à vida de todos os dias. Mas enfim: se não regressarmos desta viagem não podemos partir para a próxima!

[Não se esqueçam de ver o resto das fotos aqui.]

Share

3 comments:

  1. Penso que ainda tenho um pouco de areia preta no cabelo!!! :)

    Acho que deveríamos voltar para Tenerife já no próximo voo, para dar um último mergulho, para tirar melhorar a areia, não!? :P

    ReplyDelete
  2. Querias!
    O próximo voo vai ser para uma cidade cheia de história, museus e monumentos para visitar :p

    ReplyDelete
  3. thx for sharing these beautiful non touristic pics of Teneriffa !

    ReplyDelete

Ana Pina | blog

All rights reserved | Powered by Blogger

^