Quinta do Vallado

0

Monday, 20 March 2017

Quinta do Vallado 03'17
Quinta do Vallado 03'17
Quinta do Vallado 03'17
Quinta do Vallado 03'17
Quinta do Vallado 03'17
Quinta do Vallado 03'17
Quinta do Vallado 03'17
Quinta do Vallado 03'17
Quinta do Vallado 03'17
Quinta do Vallado 03'17
Quinta do Vallado 03'17
Quinta do Vallado 03'17
Quinta do Vallado 03'17
Quinta do Vallado 03'17
Quinta do Vallado 03'17
Quinta do Vallado 03'17
[+]

PT
Começo a semana com um regresso à Quinta do Vallado, para uma experiência que irá certamente agradar aos amantes do vinho, da arquitectura, ou, melhor ainda, se forem como eu: das duas coisas!

A Quinta do Vallado, construída em 1716, é uma das Quintas mais antigas do Vale do Douro e mantém-se ainda hoje na família da famosa Ferreirinha. Situa-se nas margens do Rio Corgo, um afluente do Rio Douro, muito perto do Peso da Régua.

A ampliação do Hotel e Adega da Quinta do Vallado, desenvolvida entre 2007 e 2010 pelo arquitecto Francisco Vieira de Campos (Menos é Mais), demonstra como uma intervenção atenta ao detalhe e às características particulares do terreno consegue responder eficaz e harmoniosamente a necessidades logísticas e de integração na paisagem. Na adega, as fases de produção do vinho sucedem-se por gravidade, desde as vinhas em socalcos no topo até à cave de barricas, que as alberga como uma grande e gulosa barriga de betão. O volume ora se encosta ora se suspende, afirma-se com arestas serpenteantes, mas faz parte do terreno com a mesma naturalidade das linhas horizontais que desenham as curvas de nível, cuidada integração acentuada pelo uso do xisto, pedra característica da região e tão expressiva em texturas e cores.

Não percam a oportunidade de relaxar enquanto admiram cada detalhe e, claro, de provar o vinho!

EN
I start the week with a return to Quinta do Vallado, for an experience that will surely please wine lovers, architecture lovers, or, better still, if you're like me: lovers of both!

Quinta do Vallado, built in 1716, is one of the oldest estates in the Douro Valley and still remains in the family of the famous Ferreirinha. It's located on the banks of River Corgo, a tributary of Douro River, very close to Peso da Régua.

The extension of the Hotel and Winery of Quinta do Vallado, developed between 2007 and 2010 by architect Francisco Vieira de Campos (Menos é Mais), demonstrates how an intervention careful to detail and the particular characteristics of the land is able to answer effectively to logistical needs and to the harmonious integration in the landscape. In the winery, the stages of wine production succeed by gravity, from the vineyards in terraces on top to the cellar, that houses the wine barrels as a large and greedy belly of concrete. The volume either leans or hangs, but is part of the terrain with the same naturalness of the horizontal lines that draw contour lines, integration that is accentuated by the use of shale, a characteristic stone of the region that is so expressive in textures and colors.

Don't miss the opportunity to relax while admiring every detail and, of course, to taste the wine!

#10

0

Friday, 17 March 2017

Onde estavas quando te encontrei à minha espera?
Enquanto espero, no vazio da tua ausência, imagino momentos que aconteceram mas parecem ter sido sonho. Estava(s) lá? Ou estava apenas a vontade de recordá-los mais tarde?

2017.01.12 [Fragmentos de um Todo Incompleto]

Ana Pina // scar-id store

0

Wednesday, 15 March 2017

Ana Pina | scar-id store
Ana Pina | scar-id store
Ana Pina | scar-id store
Ana Pina | scar-id store
Ana Pina | scar-id store
Ana Pina | scar-id store
Ana Pina | scar-id store
Ana Pina | scar-id store
Ana Pina | scar-id store
Ana Pina | scar-id store

PT
No Sábado passado foi apresentada a minha Colecção Tubular na loja scar-id, no Porto!
A fantástica montra desta loja para os amantes da moda e do design na Rua do Rosário foi ocupada pelas peças rectilíneas e geométricas da mais recente colecção de joalharia Ana Pina.

A nova Colecção Tubular combina fios e tubos de secção redonda de forma subtil, dando origem a peças simultaneamente minimalistas e capazes de se destacar, que celebram linhas geométricas puras e as suas múltiplas possibilidades de combinação.

Se estiverem pelo Porto não deixem de visitar!
E se estiverem em Bruxelas, visitem a Galeria de joalharia contemporânea ICKX, que apresenta também algumas peças desta nova colecção integradas na exposição que inaugurou no passado Domingo.

EN
Last Saturday my Tubular Collection was presented at scar-id store, in Porto!
The amazing storefront of this perfect store for lovers of fashion and design at Rua do Rosário was occupied by the rectlinear geometric pieces of the latest Ana Pina jewelry collection.

The new Tubular Collection combines round wires and tubes in a subtle way, creating both minimalist and statement pieces that aim to celebrate pure geometric lines and its multiple possibilities of combination.

If you are in Porto don't miss it!
And if you are in Brussels, visit ICKX, a contemporary jewelry Gallery, which is also featuring some pieces of this new collection integrated in the exhibition that opened last Sunday.

Tincal lab // Workshop Joalharia em Porcelana com Trinidad Contreras

0

Thursday, 2 March 2017

Tincal lab | Workshop | Joalharia em Porcelana
Tincal lab | Workshop | Joalharia em Porcelana
Tincal lab | Workshop | Joalharia em Porcelana
Tincal lab | Workshop | Joalharia em Porcelana
Tincal lab | Workshop | Joalharia em Porcelana
Tincal lab | Workshop | Joalharia em Porcelana
Tincal lab | Workshop | Joalharia em Porcelana
Tincal lab | Workshop | Joalharia em Porcelana
Tincal lab | Workshop | Joalharia em Porcelana
Tincal lab | Workshop | Joalharia em Porcelana
Tincal lab | Workshop | Joalharia em Porcelana
Tincal lab | Workshop | Joalharia em Porcelana

PT
Foi mais um fim-de-semana de workshop no Tincal lab!
Desta vez foi com muito gosto que recebi no atelier, enquanto organizadora e participante, a joalheira Trinidad Contreras para um dos mais surpreendentes workshops que por cá passaram: Joalharia em Porcelana.

A Trinidad nasceu em Sevilha, mas trabalha em Barcelona, na criação de maravilhosas peças de joalharia que combinam a beleza da porcelana com o metal. Quando surgiu a hipótese de ela vir até ao Porto partilhar a sua arte percebi logo que seria uma oportunidade a não perder e o Workshop esgotou rapidamente.

Foram 12 horas de maravilhosa descoberta, entre mãos sujas de barro, gesso, porcelana, a multiplicação de moldes de pequenos objectos, transformação de formas e cores imprevisíveis... agora as peças ainda irão ao forno e eu estou ansiosa para ver o resultado final!

Se ficaram curiosos e não puderam participar nesta edição do Workshop, podem assinar a newsletter do Tincal lab e ficar atentos à página do facebook, é possível que tenhamos novas datas ainda este ano.

EN
It was another workshop weekend at Tincal lab!
This time it was with great pleasure that I welcomed in the atelier, as organizer and participant, the jeweler Trinidad Contreras for one of the most surprising workshops that have happened here: Porcelain applied to Jewelry.

Trinidad was born in Seville, but works in Barcelona, ​​creating wonderful pieces of jewelry that combine the beauty of porcelain with metal. When I had the chance to invite her to visit Porto and share her art, I soon realized that it was an opportunity not to be missed and the Workshop was quickly sold out.

We had 12 hours of wonderful discovery, between hands dirty with clay, plaster, porcelain, multiplication of molds of small objects, transformation of shapes and unpredictable colors... now the pieces will still go to the oven and I am anxious to see the final result!

If you got curious and couldn't participate in this edition of the Workshop, subscribe to Tincal lab newsletter and stay tuned to the facebook page, it's possible that we'll have new dates later this year.

Arrival

2

Tuesday, 7 February 2017




If you could see your whole life from start to finish, would you change things?
Louise Banks, Arrival

PT
Sim, podemos passar praticamente todo o filme Arrival a imaginar a possibilidade da chegada à terra de vida extraterrestre, a avaliar qual seria o propósito e o resultado de um contacto, a admirar a importância da linguagem, as falhas que existem no modo como comunicamos e as suas terríveis consequências, a admitir que juntos somos mais fortes e que a visão global do mundo está mais do que nunca a precisar de uma revisão, a apreciar a imagem impecável, o admirável trabalho dos actores e a beleza da banda sonora... mas o que ficou, para mim, mais gravado na memória foram os últimos 10 minutos: aqueles em que percebemos que a vida vale a pena ser vivida se no momento em que olharmos para trás soubermos que não teríamos feito nada diferente - e o melhor é começar já e não deixar que as amarras do tempo (passado, presente, futuro) nos prendam.

EN
Yes, we can spend practically the entire film Arrival imagining the possibility of extraterrestrial life coming to earth, assessing the purpose and outcome of a contact, admiring the importance of language, the flaws that exist in the way we communicate and its terrible consequences, admitting that together we're stronger and that the global vision of the world is more than ever in need of a review, appreciating the flawless image, admirable performance of the actors and the beautiful soundtrack... but what lingers stronger in the memory, for me, are the last 10 minutes: those in which we realize that life is worth living if by the time we look back we know that we wouldn't have done anything different - and the best is to start now, not letting the chains of time (past, present, future) bind us.

Ana Pina | blog All rights reserved
© Blog Milk
Powered by Blogger

^