Tincal lab Challenge 2018 // Jewelry and Technology

0

Wednesday, 20 June 2018



PT
O Desafio Tincal lab 2018 já foi lançado!
Se és joalheiro, não percas a oportunidade de integrar este evento e candidata-te até 30 de Junho.

Nesta 4ª edição convidamos joalheiros de todo o mundo a criar até 3 peças com o preço máximo de 100€ inspiradas pelo tema Tecnologia. As candidaturas podem ser enviadas até 30 de Junho, depois dessa data os candidatos seleccionados pelo júri terão tempo para criar as peças, que deverão chegar ao Tincal lab, no Porto, até 1 de Outubro. O evento de exposição e venda inaugura a 10 de Novembro e será acompanhado, como habitualmente, pela edição de um catálogo.

Mais informação aqui!

EN
If you're a jeweler, don't miss the opportunity to join this event and apply until June 30.

In this 4th edition we invite jewelers from all over the world to create up to 3 pieces with a maximum price of 100€ inspired by the theme Technology. Applications can be sent until June 30, after that date the candidates selected by the jury will have time to create the pieces, which should arrive at Tincal lab in Porto, until October 1st. The exhibition and sale event will open on November 10 and will be accompanied, as usual, by the publication of a catalog.

More information here!

38

0

Sunday, 17 June 2018



PT
Chegou outra vez aquele dia do ano... coloco mais uma vela no bolo e somo mais um número à idade! Falamos em mais um ano, mas no fundo só mais um dia passou - resta-nos tornar este um pouco mais especial do que os outros.
Este blog já viu passar vários anos... 31, 32, 33, 34, 35, 36, 37... e agora 38.
Este ano vou deixar-vos com uma lista de 38 álbuns que por um motivo ou por outro foram importantes para mim ou continuo a ouvir regularmente - está por ordem alfabética, para não ter que escolher preferências.
Estou constantemente a ouvir música, por isso a escolha não foi fácil! Certamente faltarão alguns nomes imperdoáveis, alguns são mais recentes e se calhar até deixarei de ouvir dentro de anos, outros são best of ou álbuns ao vivo, por não conseguir reduzir a banda a um álbum apenas... mas de qualquer modo, todos fazem parte da minha banda sonora. Ouçam de novo se já gostam e descubram aqueles que ainda não conhecem - espero que gostem!

EN
That day of the year is here again... I place one more candle on the cake and add another number to the age! We talk about another year, but it's just another day that's passed - we just should make this one a little more special than the others.
This blog has already seen several years go by... 31323334353637... and now 38.
This year I will leave you with a list of 38 albums that for one reason or another were important to me or I keep on listening regularly - it's in alphabetical order, so I don't have to choose preferences.
I'm constantly listening to music, so the choice wasn't easy! It's certainly missing some unforgivable names, some are more recent and maybe I'll stop listening in years, others are best of or live albums, because I wasn't able in any way to reduce the band to an album only... but anyway, they are all part of my soundtrack. Listen again if you like them and discover those you don't know yet - hope you like it!

1. I Am A Bird Now, Antony and the Johnsons
2. Funeral, Arcade Fire
3. Favourite Worst Nightmare, Arctic Monkeys
4. Homogenic, Bjork
5. 9, Damien Rice
6. Nothing Has Changed, The Best Of David Bowie
7. The Singles 86-98, Depeche Mode
8. The Ideal Crash, dEUS
9. Live in Paris, Diana Krall
10. The Soft Parade, The Doors
11. The Reminder, Feist
12. A Funk Odyssey, Jamiroquai
13. The Long Term Physical Effects Are Not Yet Known, Jay-Jay Johanson
14. Grace, Jeff Buckley
15. Ash and Ice, The Kills
16. Silent Shout, The Knife
17. Things To Make And Do, Moloko
18. You Are The Quarry, Morrissey
19. Absolution, Muse
20. The World Of Nat King Cole
21. Let Love In, Nick Cave
22. O Monstro Precisa De Amigos, Ornatos Violeta
23. Vs., Pearl Jam
24. Stories From The City, Stories From The Sea, PJ Harvey
25. Without You I'm Nothing, Placebo
26. Hits, Pulp
27. The Platinum Collection, Queen
28. Ok Computer, Radiohead
29. Melody A.M., Royksopp
30. Scissor Sisters, Scissor Sisters
31. Politics, Sébastien Tellier
32. Noites Passadas, Sérgio Godinho
33. Samba Esporte Fino, Seu Jorge
34. Superunknown, Soundgarden
35. Comedown Machine, The Strokes
36. Under The Pink, Tori Amos
37. Last Night All My Dreams Came True, Wild Beasts
38. It's Blitz!, Yeah Yeah Yeahs

Santo Tirso // MIEC + MMAP

0

Monday, 28 May 2018

Santo Tirso 05'18
Santo Tirso 05'18
Santo Tirso 05'18
Santo Tirso 05'18
Santo Tirso 05'18
Santo Tirso 05'18
Santo Tirso 05'18
Santo Tirso 05'18
Santo Tirso 05'18
Santo Tirso 05'18

PT
Santo Tirso fica tão próximo do Porto que às vezes até apenas a saudade de um típico jesuíta parece pretexto para lá ir.
Desta vez também não faltou o jesuíta para o lanche, mas o motivo principal da visita foi o edifício da autoria de Álvaro Siza e Souto de Moura, inaugurado em 2016. Uma espécie de dois em um por vários motivos, não só pela co-autoria, mas também porque associa um corpo novo à reabilitação da antiga hospedaria do complexo do Mosteiro de Santo Tirso, enquanto alberga o Museu Municipal Abade Pedrosa e funciona como sede do Museu Internacional de Escultura Contemporânea.

O primeiro expõe objectos desde a pré-história em salas límpidas que se repetem ao longo de um corredor que fica na memória, enquanto o segundo se espalha por toda a cidade, com esculturas em parques e espaços públicos que merecem ser visitados com tempo, com ou sem mapa na mão.
Antigo e novo tocam-se subtilmente e convivem um ao lado do outro como dois momentos históricos que naturalmente se sucedem. Gosto que a história das cidades seja contada assim.

Mais fotos aqui.

EN
Santo Tirso is so close to Porto that sometimes even the wish of eating a typical jesuíta seems pretext enough to go there.
This time the main reason for the visit was the building by Álvaro Siza and Souto de Moura, inaugurated in 2016. A kind of two in one for several reasons, not only by the co-authorship , but also because it associates a new body to the rehabilitation of a building of the complex of Monastery of Santo Tirso, while it houses the Municipal Museum Abade Pedrosa and it serves as headquarters of the International Museum of Contemporary Sculpture.

The first exhibits objects from prehistory and on in clear rooms that are repeated along a corridor that stays in memory, while the second spreads throughout the city, with sculptures in parks and public spaces that deserve to be visited with time, with or without a map.
Old and new touch subtly and coexist side by side like two historical moments that naturally follow each other. I like when the history of cities is told like this.

More photos here.

Remade X

0

Monday, 7 May 2018






PT
E foi assim a inauguração da Remade X, no passado dia 28, na fantástica Casa da Arquitectura, em Matosinhos!
É com muito prazer que vejo a minha GULA seleccionada para esta edição comemorativa do Remade em Portugal, um projecto que tenta sensibilizar os criadores e o público para as questões ambientais, através de exposições periódicas que levam princípios de reciclagem e reutilização para as áreas da arte e design.

Nesta X edição o cenário não podia ter sido mais bem escolhido e eu não poderia sentir-me em melhor companhia, entre criações de nomes como Álvaro Siza, Souto de Moura, Ana Salazar ou Luís Buchinho - todos aqui.

Visitem até 1 de Julho!
E se quiserem saber mais sobre a GULA, fotos e conceito, revisitem este post.

EN
And it was like this the opening of Remade X, last 28th, in the amazing Casa da Arquitectura in Matosinhos!
It is with great pleasure that I see my GULA selected for this commemorative edition of Remade em Portugal  a project that tries to draw the attention of creators and the public to environmental issues, through periodic exhibitions that take principles of recycling and reutilization to the areas of art and design.

In this X edition the scenario couldn't have been better chosen and I couldn't feel in better company, among creations of names like Álvaro Siza, Souto de Moura, Ana Salazar or Luís Buchinho - all here.

You can visit until July 1st!
And if you want to know more about GULA, photos and concept, revisit this post.

#15

0

Friday, 4 May 2018

Por vezes, não sei o que querem dizer as palavras. Como se tivessem vontade própria e fossem elas a decidir por quem as diz, por quem as ouve.
Por vezes, as palavras não dizem nada, não escrevem, não ouvem, não parecem construídas com o mesmo alfabeto que aprendemos.
Por vezes as palavras que são ditas não são as que ouvimos.
Ouvimos palavras que nunca (nos) disseram.

2017.08.19 [Fragmentos de um Todo Incompleto]

Ana Pina | blog

All rights reserved | Powered by Blogger

^